Gestão financeira escolar: realizando de maneira eficiente!

A gestão financeira escolar funciona tal qual em uma empresa de qualquer segmento. Ou seja, envolve processos que

A gestão financeira escolar funciona tal qual em uma empresa de qualquer segmento. Ou seja, envolve processos que vão do planejamento e controle até o monitoramento dos recursos financeiros. A boa gestão é capaz de atuar na utilização correta do patrimônio escolar, mas também na manutenção das finanças de maneira saudável.

Imagine que sua escola queira investir na reestruturação pedagógica, a fim de inserir a tecnologia no cotidiano dos alunos e tutores. Sem saber os custos, prever as receitas ou mesmo revisar o planejamento financeiro, nenhum projeto, por melhor que ele seja, sairá do papel.

Dada essa importância, confira a seguir como fazer uma gestão financeira escolar eficiente!

Tenha um planejamento estratégico

Para fazer uma gestão financeira escolar eficiente, o primeiro passo é estabelecer um planejamento estratégico do negócio. O documento ajuda a determinar o que deve ser feito, quando e quanto será utilizado dos recursos para a execução de tais tarefas.

A estratégia é justamente possível graças a informações como mensalidades, empréstimos, investimentos e outros. Conhecer tais dados o ajudará a pensar de maneira sistêmica como aplicar o dinheiro, bem como a disponibilidade financeira para os próximos meses. Aliás, vale ressaltar que o planejamento dará margem para a produção do orçamento geral.

Acompanhe as contas da escola

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar na importância do fluxo de caixa, que auxilia no controle de entradas e saídas financeiras diárias. Pois bem, ele é a ferramenta certa para o acompanhamento das contas da escola.

Por meio dela é possível, por exemplo, identificar pontos de desperdício, mas também entender mais sobre a inadimplência, bem como o período em que ela costuma ocorrer mais. Aliás, existem outros detalhes que podem ser acompanhados, como o investimento pedagógico. Com esses dados é possível distribuir os valores conforme as prioridades da escola, mas também reduzir os custos.

Procure por uma plataforma de gerenciamento

Uma plataforma de gerenciamento ajudará muito na gestão financeira escolar. Por meio dela, é possível inserir todos os dados relativos às finanças, tais como contas a pagar, contas a receber e outros. A R5 Ensino, por exemplo, possui um sistema de gestão escolar unido a um Ambiente Virtual de Aprendizagem.

A metodologia da empresa permite às escolas não só promoverem aulas interativas, terem acesso a livros, mas também a organizarem atividades teóricas e práticas, além de realizarem uma gestão escolar completa. Isso facilita o cotidiano dos gestores que precisam que o ambiente pedagógico esteja integrado ao ambiente administrativo, tornando o processo de tomada de decisões mais preciso.

Valorize as métricas na gestão financeira escolar

Os indicadores de desempenho ou métricas são importantes para qualquer tipo de empreendimento. Em uma escola que está organizando as suas finanças, a definição deles é indispensável. Existem diferentes métricas que podem ser analisadas, tais como: lucratividade, rentabilidade, taxa de inadimplência, crescimento real de receita, retorno sobre o investimento (ROI) e outras.

Tais indicadores fornecem dados que servem para tomar decisões mais acertadas quanto ao dinheiro em caixa, distribuindo-o de forma adequada.

A gestão financeira escolar é o caminho mais eficaz para garantir que a escola se mantenha sustentável ao longo do tempo. Tal controle ainda colabora para que a instituição de ensino consiga oferecer um serviço melhor ao seu público, sempre em busca do desenvolvimento.

Agora que você sabe mais sobre gestão financeira, quer entender sobre outros assuntos ligados ao universo escolar? Nos siga nas redes sociais: Facebook, LinkedIn e YouTube!