Como as pessoas aprendem?

Se você não está certo da resposta para essa questão, dedique alguns segundos de seu tempo a esta leitura, pois ela pode fazer a diferença na maneira como você vê seu aluno.

Um dos temas pedagógicos mais estudados atualmente é o modo como as pessoas aprendem. Especialmente em um tempo de ilimitado acesso a tecnologia e informação, estudiosos e pesquisadores têm se debruçado sobre esse tema. E não é diferente na R5 Ensino e Editora, que nos últimos anos tem procurado estar atualizada com as mais modernas e comprovadas tendências pedagógicas.

É comum encontrarmos na internet testes que, com questionários direcionados, analisam o estilo de aprendizagem dos interessados ou curiosos em conhecer mais sobre si mesmos.

O que já se sabe?

Ainda que seja um estudo inesgotável e que precisa ser feito e refeito na medida em que as tecnologias educacionais e a própria sociedade evoluem, o que é consenso entre pesquisadores e correntes pedagógicas é que “pessoas aprendem de forma diversa”.

Também é consenso que inúmeros fatores influenciam a multiplicidade dos modos de aprendizagem. Questões como personalidade, preferências, indicadores sociais, idade, gênero e interesses são apenas alguns fatores que, se forem elencados, gerarão uma lista infindável.

Um sistema de ensino que pretenda gerar aprendizagem efetiva em seus discentes não pode ignorar essas premissas; pelo contrário: deve entendê-las e explorá-las. Deve trazer em seu bojo um conjunto de técnicas, ferramentas e estratégias de aprendizagem que abranja a maior parte possível dos nuances de como se aprende.

O que isso significa?

Especialmente em um modelo de ensino interativo, que trabalha sem formação de turmas, a diversidade de aprendizado é sobremaneira patente. Em um laboratório ou em uma sala de aula, haverá jovens, adolescentes, adultos, homens, mulheres, aqueles que precisam de um emprego, aqueles que querem apenas passar o tempo, aqueles com maior e aqueles com menor escolaridade, além dos mais e dos menos engajados.

Conhecendo a realidade e as particularidades de cursos de qualificação profissional, a R5 Ensino e Editora formulou um sistema de ensino interativo, completo e abrangente, que entende, respeita e atende as variadas maneiras de como as pessoas aprendem.

Os alunos auditivos, que aprendem melhor ouvindo, podem acompanhar as explicações verbais desenvolvidas por nossa equipe. Os alunos práticos, que aprendem melhor fazendo, podem realizar tarefas guiadas e contextualizadas. Os alunos visuais, que aprendem mais lendo ou observando, têm as teorias e os conceitos-chave apresentados em slides e o apoio do livro para os momentos pré e pós-aula. Os alunos mais detalhistas, que precisam de mais tempo para compreender os assuntos, podem avançar e retornar nas explicações conforme se sentirem seguros. Por fim, os alunos cinestésicos, que aprendem que todos esses recursos unidos, contam com momentos especiais para ouvir, ler e treinar os pontos abordados.

É por isso que o livro na metodologia da R5 Ensino não tem a pretensão, por exemplo, de ser uma cópia fiel do curso prático. Tem, sim, a pretensão de contemplar eventuais lacunas das aulas e atender aos alunos que tenham seu ponto forte nessa forma de aprendizagem. Enquanto o curso deve ser realizando em um computador, o livro tem a capacidade de ensinar mesmo se o aluno estiver no ônibus, no carro, em casa, mesmo que não tenha acesso a um computador.

Quer conhecer mais sobre seu estilo de aprendizagem? Faça os testes recomendados pela R5 Ensino e Editora:

  • Com base nos estudos do Dr. David A. Kolb, o teste do Centro de Comunicação em Mídias Digitais da Universidade da Paraíba (UFPB) talvez seja o mais completo. Você deve atribuir valores 1, 2, 3 e 4 para os complementos de cada uma das 12 sentenças. Fazer o teste
  • Muito intuitivo e de simples execução, o teste gratuito da página Fãs da psicanálise dá retorno objetivo e algumas dicas para aprimorar sua aprendizagem. Estando na página, basta clicar em “Vamos Jogar”. Fazer o teste
  • Predominantemente em inglês, mas com opção de tradução para português, o VARK significa Visual, Aural, Read/Write, Kinesthetic, que são as classificações de estilo de aprendizagem: visual, oral/auditivo, leitor/escritor e cinestésico. É um questionário mais textual e longo, que indica a graduação de cada um dos estilos de aprendizagem. Fazer o teste

Gostou? Compartilha!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

É mais do que cursinho interativo. É qualidade educacional!

Faça como centenas de conveniados em todo o País. Coloque o Método de Ensino R5 em sua escola.

Aceite de cookies